Vasco adere a campanha de combate à violência contra a mulher

Foto: Reprodução

Vasco aderiu a campanha de combate à violência contra a mulher, nesta quinta-feira, em São Januário, antes de jogo contra o Atlético-GO, quando foi derrotado por 2 a 1.
As camisas usadas pelos jogadores continha o símbolo da iniciativa Sinal Vermelho (dois traços vermelhos cruzados em forma de “X”), que alerta para o crime e incentiva que denúncias sejam feitas pelo telefone 180.
A iniciativa em aderir a campanha partiu de Sônia Andrade, segunda vice-presidente do Vasco. Ele é a primeira mulher da história a ocupar uma das vice-presidências do clube.
A dirigente tomou a decisão de debater o tema no clube ao ver a repercussão do caso de uma menina de 10 anos estuprada por um familiar no Espírito Santo.
Os jogadores, antes de a bola rolar, levantaram uma das mãos, em um geste de “basta”. Eles mostraram o “X”, símbolo da campanha.
Curiosamente, o Vasco atuou com o símbolo da campanha diante do time do goleiro Jean, preso nos Estados Unidos, por agredir a esposa, em 2019, quando defendia o São Paulo.