Amazonas tem mais sete mortes por Covid-19 e 701 casos novos

Foto: Foto: Altemar Alcantara/Semcom

O Amazonas confirmou mais sete mortes causadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas, sendo três em Manaus e quatro no interior, com o total de óbitos subindo para 3.874, conforme Boletim Diário Covid-19 da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), divulgado nesta quinta-feira (10). O número de casos teve acréscimo de 701 infectados, com o total chegando a 125.660 casos do novo coronavírus.
Manaus registrou na última quarta-feira (9) 42 sepultamentos e quatro óbitos em domicílio, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus. O boletim da FVS informa que 15.178 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas, o que corresponde a 12% dos casos confirmados ativos.
O boletim ainda confirma a recuperação de mais 594 amazonenses nas últimas 24 horas, chegando a 106.608 o número de pessoas recuperadas da Covid-19 no estado. Esta quantidade representa 84% dos casos confirmados da doença.
Municípios
Dos 125.660 casos confirmados no Amazonas até esta quinta-feira, 44.709 são de Manaus (35,58%) e 80.951 do interior do estado (64,42%). Humaitá registra 3.090.
Óbitos
Entre pacientes em Manaus, há o registro de 2.419 óbitos confirmados em decorrência do novo coronavírus. No interior, são 58 municípios com óbitos confirmados até o momento, totalizando 1.455.
Segunda onda em Manaus
Uma pesquisa divulgada pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz Amazônia, aponta que Manaus já vive a segunda onda de Covid-19. O estudo é um monitoramento que vem sendo feito dede o mês de abril deste ano, início da primeira onda do novo coronavírus na capital amazonense.
O autor do estudo, pesquisador e epidemiologista, Jesem Douglas Orellana, explicou que o governo está passando a sensação de falso fim de pandemia para a população, devido a medidas de relaxamento de distanciamento social. “Os dados que nós temos são contundentes e são dados da própria FVS (Fundação de Vigilância em Saúde). Hoje nós vemos pessoas andando nas ruas sem máscaras, volta as aulas como se fosse o final de uma pandemia, o que não é verdade”, afirmou.
O pesquisador também revelou que no mês de agosto deste ano, foram realizados menos de 5.000 de PCR testes de Covid-19 em todo o Estado do Amazonas, tendo 33% dos testes positivos. No mês de julho, foram realizados aproximadamente 4.500 testes, onde 21% deram positivos, 12% menor se comparado ao mês de agosto.
Ainda segundo Orellana, dados repassados pela própria FVS divulgou ter capacidade de realizar mil testes de PCR por dia, tendo assim a estimativa de capacidade operacional máxima mensal de 30 mil testes por mês, mas segundo o pesquisador, foram realizados desde abril até o mês de agosto, apenas 40 mil testes. Ele disse ainda que a Fiocruz, está há semanas sem receber amostras para análise.