PF pediu prisão e afastamento de Wilson Lima, mas ministro negou

Foto: Portal do Holanda/ Pedro Braga Jr

A Polícia Federal pediu a prisão e o afastamento de Wilson Lima do cargo de governador do Amazonas, mas o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Francisco Falcão negou o pedido sob alegação de que “não se justifica a imprescindibilidade da decretação da extraordinária medida cautelar de privação de liberdade do chefe do Executivo estadual ao menos neste momento”.
O ministro autorizou apenas busca e apreensão contra Wilson Lima, que estava em Brasília. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na casa do governador em Manaus e no quarto em que ele está hospedado em Brasília.
Senhas
Segundo investigadores, Lima teria se recusado a fornecer a senha dos celulares e tablet apreendidos pela PF.
O MPF e a PF investigam a prática de fraudes no processo de licitação e sobrepreço nos equipamentos. A investigação aponta que parte dos R$ 2,9 milhões pagos para a empresa foram parar em uma conta no exterior.