Ministério da Saúde registra 13 casos suspeitos do novo coronavírus no Brasil

0
904
Foto: Renata Momoe / ASCOM MS

O Ministério da Saúde atualizou, nesta sexta-feira (31), as informações repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde sobre a situação dos casos suspeitos do novo coronavírus no Brasil. Até às 12h, 13 casos se enquadraram na atual definição de caso suspeito para nCoV-2019 (o novo coronavírus), estabelecida pela OMS, ou seja, apresentaram febre e, pelo menos um sinal ou sintoma respiratório, e viajaram para área de transmissão local, a China, nos últimos 14 dias.
Os casos suspeitos estão sendo monitorados pelo Ministério da Saúde nos seguintes estados: Ceará (1), Minas Gerais (1), Paraná (1), Rio Grande do Sul (2), Santa Catarina (1) e São Paulo (7). Até às 12h desta sexta-feira (31), o Ministério da Saúde descartou 9 casos para investigação de possível relação com a infecção humana pelo novo coronavírus. Todas as notificações foram recebidas, avaliadas e discutidas com especialistas do Ministério da Saúde, caso a caso, com as autoridades de saúde dos estados e municípios.
Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde passa a atualizar diariamente a Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica. A ação mostra que a pasta tem compromisso com a transparência das informações. “Nós estamos empenhados em garantir informações precisas para a população”, garantiu o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo.
Saiba mais sobre o novo coronavírus – clique aqui 

Foto: Getty Images

Mitos e Verdades
O Ministério da Saúde destaca que é importante combater notícias falsas, especialmente em um momento em que o mundo está em estado de alerta por conta da propagação do novo coronavírus. Quando novas doenças surgem, começam também os boatos sobre elas. Para evitar que mais mentiras sobre o novo coronavírus se espalhem, é importante verificar se as mensagens são verdadeiras antes de repassá-las.
Para combater as Fake News sobre saúde, o Ministério da Saúde, de forma inovadora, está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população. Vale destacar que o canal não será um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.
Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640.
Além das ações do Ministério da Saúde para combater as chamadas Fake News, o Twitter fechou uma parceria com a pasta. A rede social passou a exibir link do Ministério da Saúde em buscas sobre coronavírus. Ao pesquisar pelo assunto na rede social, o serviço exibe em destaque um botão que leva ao site do órgão.
Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirma que a melhor forma de lidar com Fake News é com a verdade, a transparência e a ciência. Para ele enfrentar uma situação como essa só será possível se tivermos a credibilidade de darmos os números e as informações corretas.
“A transparência dos dados e da informação em uma situação como essa é o que dá credibilidade. Qualquer informação, qualquer notícia, por mais dura seja, será passada para a população. Essa é a linha do Ministério da Saúde. A gente espera que o portal do Ministério da Saúde seja a grande fonte de informações qualificadas para a população e para os médicos e os enfermeiros que vão enfrentar também essa situação de um vírus novo”, disse.

Fonte: Agência Brasil