Futebol: Campeonato amazonense começa no próximo sábado (20)

nacionalmanauscamp

No próximo final de semana, a bola volta a rolar oficialmente no Amazonas. Contando com oito equipes divididas em dois grupos, a Série A do Campeonato Estadual inicia cheia de expectativas.
A competição, que garante aos primeiros colocados duas vagas na Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro de 2019, terá sua primeira rodada dividida entre os dias 20, 21 e 31.
Para mexer com os torcedores, logo de cara, Manaus FC e Nacional abrem a competição se enfrentando no sábado (20), às 15h, no Estádio Carlos Zamith, localizado no Coroado, zona leste da capital. Os times vão reeditar a nal do ano passado, quando o Gavião do Norte levou a melhor diante do Leão.
Regulamento
A Federação Amazonense de Futebol (FAF) dividiu o campeonato em dois turnos. No primeiro, as equipes, que foram distribuídas em Grupo A (Nacional, Penarol, Princesa do Solimões e CDC Manicoré) e Grupo B (Manaus FC, Fast, Rio Negro e São Raimundo), enfrentam os adversários do outro grupo. Assim, todos os times farão quatro jogos. Os primeiros colocados de cada grupo avançam direto para a seminal do turno. Enquanto isso, os segundos e terceiros lugares irão disputar as quartas de finais. Os vencedores dos confrontos avançam para as seminais. Os times com melhores campanhas não terão vantagens. Sendo assim, caso as partidas terminem empatadas, os vencedores serão definidos nas penalidades. A final do turno será decidida em duas partidas. Quem vencer um turno já garante vaga na final do Estadual, e, de quebra, nas competições nacionais de 2019.
No segundo turno, os times vão enfrentar adversários do próprio grupo. Assim, serão apenas três jogos. Ao final da fase, as equipes voltam aos matamata até definir o campeão. As duas equipes que menos somarem pontos juntando as duas nas fases classificatórias serão as rebaixadas. Os campeões dos turnos disputarão a final do Estadual no dia 14 de abril, em duelo que, provavelmente, acontecerá na Arena da Amazônia.
Favorito ao Bicampeonato
Em edições anteriores do Campeonato Amazonense, o Manaus FC entrava como o ‘caçula’ do futebol estadual. Desta vez, o Gavião do Norte inicia o ‘Barezão 2018’ como principal candidato ao título. Além de manter uma boa base da equipe que conquistou o título inédito, em 2017, o Alviverde se reforçou em setores vitais visando todas as quatro competições que disputará na temporada. A primeira mudança foi no comando técnico do time. Saiu Aderbal Lana, entrou Wladimir Araújo, que estava no Gurupi-TO e já trabalhou com o presidente de honra do Manaus FC, Luis Mitoso, em 2009, quando o dirigente era presidente do Nacional.
Outra mudança importante foi no ataque. Mudando de tática, os dirigentes do Gavião foram atrás de meias rápidos e com rodagem pelo futebol nacional. Os escolhidos foram Rossini, 32, que surgiu no Santos-SP como o ‘Novo Robinho’. Porém, o atleta nunca conseguiu emplacar na Vila Belmiro. O outro contratado foi Cleitinho, 28, que passou oito temporadas defendendo o Sampaio Corrêa-MA. No comando do ataque, o Manaus FC vai apostar no veterano centroavante Nena, 36, que fez sucesso com a camisa do Brasil de Pelotas-RS e estava no Ituano-SP.
Nacional
Um degrau abaixo Devido ao nivelamento dos demais clubes amazonenses, Nacional, Penarol e São Raimundo entram na competição com força. Apesar de ser o outro representante do Estado nas principais competições nacionais, o Nacional não começa o Amazonense com o mesmo patamar do Manaus. O Leão da Vila Municipal enfrenta forte crise financeira. Por isso, o diretor de futebol do azulino, Carlos Souza, apostou em montar um elenco recheado com velhos conhecidos do torcedor nacionalino. Para o gol, o time trouxe Paulo Wanzeler e Marcelo Valverde. Na defesa, os nomes escolhidos foram dos zagueiros Bianor e Kennedy, e do lateral-esquerdo Rodrigo Ítalo. No meio-campo, Delciney, Fininho e Alexsandro devem ficar com a responsabilidade de armar as jogadas. Na frente, o time confirmou a volta dos atacantes Paulo Roberto e Cristiano.
Em Itacoatiara (a 176 quilômetros a leste de Manaus), outro time que utilizou a mesma tática foi o Penarol. Porém, escolheu jogadores que vivem melhores momentos da carreira. Por isso, entra com força na competição. O time será comandado pelo técnico Carlos Tozzi e conta com uma base sólida. O time do Leão da Velha Serpa deve entrar em campo com Rascifran, Emerson, Thiago Brandão, Samir e Gelvane; Pastor, Léo Oliveira e Raílson; Branco, Tety e Charles.
Em pleno ano do Centenário, o São Raimundo vive um momento de reconstrução. Com uma nova diretoria, o Tufão entra para ser a grande surpresa da competição. O time apostou no técnico Marquinhos Piter e em jogadores conhecidos como o lateral Endy e o atacante Silvio.

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*