Chapecoense otimista com o retorno do zagueiro Neto aos treinos

chapecoAinda com lesões graves no joelho, o zagueiro Neto volta aos exercícios físicos. Os movimentos estão voltando ao normal e a massa muscular está sendo readquirida.
O zagueiro Neto está mais firme do que nunca na recuperação para voltar aos gramados. O jogador já voltou a correr no campo da Arena Condá e vem fazendo atividades intensas, com supervisão dos médicos da Chapecoense, desde que recebeu alta médica, no fim do ano passado.
O zagueiro é vítima do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, que deixou 71 pessoas mortas e apenas seis sobreviventes, no dia 28 de novembro de 2016.
As imagens do zagueiro correndo no gramado foram divulgadas nas redes sociais. “Nosso guerreiro está voltando”, escreveu o Instagram do Indiozinho, mascote do clube. “Vamos guerreiro!! Você é muito importante para nós!!!”, completou.
A recuperação de Neto tem deixado os médicos otimistas. O zagueiro tem lesões graves no joelho direito e a possibilidade de cirurgia ainda não foi descartada. No entanto, a coluna está estabilizada e ele tem evoluído bem no ganho da massa muscular.
“O Neto está melhorando muito, conseguindo ganhar massa, e o joelho está estabilizando. Em duas semanas, decidiremos se vai ficar estável. Na coluna, está descartado (procedimento cirúrgico). As condições estão muito favoráveis. Ele está respondendo muito bem, fazendo trabalhos em cargas elevadas, com acompanhamento da nutricionista”, disse o médico Carlos Mendonça, responsável pelo departamento médico da Chapecoense, ao site.
Outra ferramenta fundamental na recuperação do jogador tem sido a fisioterapia. Ele faz trabalhos intensos, desde o início das atividades do elenco sob o comando de Vagner Mancini, no dia 6 de janeiro.
O lateral Alan Ruschel, que já voltou a correr e tem previsão de retorno aos treinamentos ainda para o primeiro semestre, aparece nas fotos ao lado de Neto. O zagueiro, no entanto, ainda requer maior precaução.
“Tecnicamente, não sabemos em qual nível, mas acho que vai voltar a jogar. Acredito plenamente nisso. Nem que para isso precisemos fazer a intervenção no joelho”, disse o médico Carlos Mendonça, ao Globoesporte.com.
Outro sobrevivente da tragédia, o goleiro Jakson Follmann também evolui bem no processo de recuperação. Ele está em São Paulo, há uma semana, para iniciar o processo de protetização da perna direita, e permanecerá por, pelo menos, por mais 10 dias, no Sudeste. O período de reabilitação estimado é de três a seis meses. Ele poderá andar, sem apoio, com prótese, em até um mês.

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*