Fotos de 90 detentos ainda foragidos foram divulgadas pela Seap e governo anuncia novas medidas de segurança

listanegraA Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) divulgou o rosto de 90 dos mais de 144 detentos que fugiram, após as rebeliões nos presídios de Manaus.
O número maior de fugitivos foi do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) onde, segundo a SSP, 112 detentos fugiram. O Compaj registrou a rebelião mais violenta da história do sistema prisional do Amazonas, com 56 mortos.
De acordo com a SSP-AM, 72 detentos conseguiram fugir do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat). O número total de foragidos chegou a 184. Até as 17h de segunda, 40 tinham sido recapturados. Com as mortes dos detentos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), os números de mortos em tumultos nos presídios do Amazonas chegam a 60.
Reunião
O ministro esteve no STF (Supremo Tribunal Federal) na quarta-feira para uma reunião com a presidente do STF e do CNJ, Cármen Lúcia. O objetivo era discutir medidas que possam ajudar no contexto de crise do sistema prisional.
Novas penitenciárias
Ainda em janeiro, o Governo do Amazonas deve começar a construção de uma penitenciária agrícola em Manaus. Modelo que será implantado através de uma Parceria Público-Privada com investimentos da ordem de R$ 100 milhões e capacidade para 3,2 mil detentos. Outras duas novas unidades devem entrar em obras com os recursos liberados no fim do ano passado através do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). O governo estadual recebeu R$ 50 milhões dos quais a maior parte, R$ 32 milhões, serão destinados à construção de presídios nas cidades de Manacapuru e Parintins, no interior do Estado. Equipamentos de segurança e bloqueadores de celular também serão adquiridos com a verba.
“Houve um aumento expressivo de presos e isso tem um custeio alto para manutenção. O governo federal somente agora trouxe esse aceno aos Estados com relação aos custeios. Os recursos estavam contingenciados e os custeios ficavam ao encargo do Estado. Em outros estados brasileiros a situação é parecida com a nossa”, disse o governador.
Mais recursos do Funpen serão liberados – O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre Moraes, disse que colocou à disposição do Amazonas o apoio da Força Nacional de Segurança para situações de emergência, mas o cenário atual não exige tal medida. Ele também anunciou que no primeiro semestre de 2017 um montante de R$ 1,8 bi do Funpen, que estava contingenciado, será liberado pelo governo federal. O dinheiro vai permitir a construção de 27 novos presídios no país.
“A questão penitenciária é absoluta prioridade do governo do presidente Michel Temer. Tanto que quarta-feira passada liberamos R$ 1,2 bilhão para todos os Estados, foi a primeira vez que houve a aplicação fundo a fundo. Isso é importantíssimo porque permite que os Estados possam gastar de maneira imediata”, lembrou Moraes.
No final do mês, o Ministério da Justiça pretende criar núcleos permanentes de inteligência para apoiar os Estados na previsão de ocorrências desse tipo. O grupo será formado por Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícias Civis e Militares.

Veja a lista dos foragidos
Número total de foragidos
IPAT – 72 presos
COMPAJ – 112 presos
TOTAL: 184 presos
Recapturados até o momento – 48 presos
Fonte: Comitê de Gerenciamento de Crise do Sistema de Segurança Pública

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*