Deixe a preguiça de lado, comece a malhar, pode ser muito proveitoso

saudesaudavelO novo ano já chegou. É bom e saudável fazer exercícios. Você já sabe disso. Até porque deixar o corpo parado raramente não é um problema de conhecimento, mas sim de motivação.
Pense nas vantagens: escrevê-las pode ajudar
O que você espera ganhar com o exercício? Isso inclui fatores não relacionados apenas com perda de peso.
Coloque tudo no papel e deixe em um lugar de fácil acesso para lembrar sempre, tornando um pouco mais fácil levantar cedo para ir até a academia antes do trabalho, por exemplo.
Jantar mais cedo ajuda
Grande parte dos “sintomas” surge após dormir ou comer. Isso porque, quando exageramos na dose, o corpo acaba ficando lento querendo digerir ou, no caso do sono, tentando descansar.
Para não ter preguiça de manhã, é legal fazer a última refeição cedo, cerca de duas ou três horas antes de dormir. Se comer algo na ceia, que seja bem leve, como uma fruta, chá ou biscoitos indicados por um profissional. Ter um sono estável (e nada de preguiça) tem tudo a ver com o que comemos durante o dia inteiro.
Outra pessoa para “cobrar”
O seu plano é começar por conta própria, mas você ainda está convencido de que odeia fazer exercícios? Dá para prever uma enorme lista de desculpas pelo caminho, e ficar sem saber o que fazer quando chegar na academia só vai ser uma delas. Ao invés de comandar a sua própria programação, que tal deixar alguém fazer o trabalho bruto?
São muitas opções: contratar um personal trainer, juntar-se a uma equipe de corrida ou de ginástica, encontrar um programa online que forneça instruções detalhadas sobre exercícios, ou até recrutar um amigo experiente para ser o seu companheiro de treino, entre outras.
Crie suas próprias regras
Maratonista há mais de 20 anos, o médico Drauzio Varella escreveu um livro sobre o assunto, chamado “Correr”. Ele aborda como tenta vencer a preguiça: faz um trato consigo mesmo. Ele mesmo se cobra.
Para vencer a vontade de ficar na cama, a regra foi: “só depois de vestir calção, camiseta e calçar o tênis”.
Pensamento positivo
A dura verdade é que você é o único responsável pela sua boa forma (ou não). Também não existe milagre: nada vai mudar sem exercícios regulares e/ou cuidados alimentares. Dito isso, evite pensar no quanto você odeia exercícios. É hora de parar de negatividade mental e substituí-la por um mantra positivo.
A técnica de monitoramento ambiental Victória Risso, 24, costumava treinar no período da manhã e mentalizava na noite anterior sobre o treino do dia seguinte. Um novo emprego, no entanto, a faz se exercitar depois do trabalho, no fim da tarde. “Confesso que a preguiça bate mais forte, mas o que me leva para lá é o peso na consciência e a vontade de atingir tempos melhores na corrida”, conta.
Crie hábitos
Fazer uma programação de exercícios é simples, ao menos na teoria. Você não precisa se jogar na aula de crossfit logo de cara, basta começar adicionando ao menos 10 minutos de exercício planejados em sua programação diariamente. Você pode dar uma volta no intervalo de almoço do trabalho, ou fazer uma série de exercícios localizados, como agachamentos ou treinar os braços, enquanto assiste televisão.
exerciciosLeveza! Faça ser divertido
OK, sei que você está pensando: “mas malhar não é divertido”! Esse é o pensamento negativo que você precisa fugir, lembra? Existem muitas maneiras de tornar a experiência mais divertida, e é sua responsabilidade fazer o esforço. Por exemplo, você pode assistir seus programas de TV favoritos enquanto faz esteira ou pula corda.
Ou que tal procurar aulas de trampolim, boxe, ioga, ou de qualquer outro tipo de exercícios que você quiser? De quebra, dá para fazer novos amigos e ainda se apaixonar por algo totalmente novo na sua vida. E o melhor: ficando em forma durante o processo.

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*