Criança com síndrome rara morre em RO antes de receber tratamento

sidromejosueMorreu no final da manhã desta quarta-feira (16) em decorrência de complicações provocadas pela síndrome hemofagocítica, o menino Josué Antônio mourão Maciel da Silva, de 3 anos de idade.
A síndrome é rara e os pais da criança tentavam uma transferência para outra região. Um liminar foi expedida pela Justiça Federal obrigando o Estado de Rondônia a providenciar o tratamento, mas não foi cumprido.
O caso ganhou repercussão através de campanhas em programas da emissora SIC TV e também na rádio Transamérica, na última semana. Os pais do menino pediam ajuda para custear o tratamento. O advogado Juacy Loura Júnior também encabeçava a campanha.
Segundo o advogado Juacy Loura Junior, o pequeno Josué teve seu quadro de saúde agravado na quarta-feira e precisou ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Infelizmente ele piorou muito e faleceu por volta de meio dia. Os pais estão arrasados”, disse o advogado.
O pai de Josué, o autônomo Jancieudo Mourão Filho disse que o filho estava internado desde o dia 28 de agosto e os médicos chegaram a dizer que “lavavam as mãos”. “É muito difícil já corri de um lado para o outro e não consigo resolver”, disse o pai na última segunda-feira (14).
Um laudo médico expedido na terça-feira determinava a transferência para um hospital da região Sul ou Sudeste do país com urgência tendo em vista que o quadro clínico de Josué piorava a cada dia.

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*