Jogos on-line podem esconder ameaças à segurança das suas informações

jogosonlineameacas

Os games, sejam jogos online ou aplicativos para smartphones, também são canais usados pelos cibercriminosos para espalhar malwares e cometer crimes reais que acontecem no mundo virtual.
Um estudo realizado pelo McAfee Labs em 2014 revelou que após o jogo Flappy Bird ser retirado do mercado, centenas de clones do jogo foram criados, sendo que 80% deles continham algum tipo de malware. Recentemente também foram lançados clones maliciosos do jogo Pokemon Go, enquanto o jogo oficial não era lançado no país.
Os falsos aplicativos, uma vez instalados, podem acessar dados armazenados no smartphone como senhas e dados confidenciais, conversas e fotos dos usuários. “É fácil para os cibercriminosos criarem um aplicativo malicioso e infectar aparelhos, por isso é extremamente importante estar atento a tudo o que é instalado, sempre se informar e ler avaliações dos aplicativos, além de utilizar uma solução de segurança”, alerta José Matias Neto, diretor de Suporte Técnico da Intel Security.
Os jogos online, que contem chats e transferências de arquivos entre os jogadores, também podem oferecer riscos como malwares, mas trazem riscos ainda maiores como a interação com desconhecidos. Além de poder enviar links e arquivos maliciosos, cibercriminosos e pessoas mal intencionadas podem usar os jogos cometer cyberbullying, atrair crianças e adolescentes para atos ilícitos e também cometer chantagem.
Alguns jogos oferecem créditos, ferramentas e benefícios que podem ser comprados ou conquistados pelos jogadores. Além do risco de ter dados do cartão de crédito hackeados, jogadores mal intencionados podem usar essas ferramentas como forma de chantagens. Existem casos de pessoas que foram desafiadas e enviarem fotos íntimas para jogadores mais experientes como moeda de negociação nos jogos.
Para não perder a batalha contra esse tipo de fraude, a Intel Security apresenta aos jogadores algumas dicas de segurança:
– Nunca faça download de jogos e aplicativos fora das lojas oficiais e não compre jogos piratas. Cibercriminosos podem criar sites e aplicativos falsos com intuito de espalhar malwares e roubar dados.
– Cuidado com o phishing. Criminosos podem enviar mensagens e e-mails falsos relacionados aos jogos solicitando troca de senha ou alteração de cadastro. Essa técnica é usada para roubar dados dos usuários.
– Evite fazer compras e colocar dados bancários e de cartões de crédito em jogos online e aplicativos. Os dados podem ser clonados por algum hacker.
– Alerte crianças e adolescentes sobre possíveis assédios on-line e os oriente a não se relacionar com desconhecidos via games.
– Proteja sua identidade. Não forneça informações pessoais para desconhecidos em chats de jogos. Use pseudônimos e apelidos em vez de dados reais para criar as credenciais nos jogos.
– Nos caso dos games em que os jogadores podem trocar arquivos e mensagens, muito cuidado com o recebimento de links e possíveis arquivos infectados com malwares.
– Ao criar senhas para os jogos, use senhas fortes e únicas. Jamais repita o login e senha que você usa para o seu e-mail ou redes sociais. E nunca compartilhe a senha.
– Tenha uma solução de segurança instalada em todos os dispositivos e a mantenha atualizada. O McAfee Live Safe TM, além da segurança, também oferece ferramentas de controle de acesso capazes de bloquear sites e aplicativos impróprios.

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*