Após 45 anos Fast é campeão amazonense de Futebol pela sétima vez

fastcampeao

O campeão estadual de futebol do Amazonas 2016, foi definido no sábado (22). Depois de uma longa espera o Fast Clube conquistou o título ao vencer o Princesa dos Solimões, pelo placar de 3 a 1 na Arena Amazônia. A conquista veio após 45 anos da última conquista, com gols de Peninha, Cassiano e Charles Chenko, enquanto Jefferson descontou para o time visitante.
Com o resultado, assim como Rolo Compressor, como é conhecido o Fast, o Princesa também conquistou vaga na Série D de 2017, já que os dois ficaram com as duas vagas da Federação Amazonense na competição estadual do próximo ano. A última vez em que o Fast havia sido campeão foi em 1971 e agora em 2016, o time rompeu os boatos de uma sequência de má gestão.
Pimeiro tempo
A grande final do estadual começou bastante disputada, com chances de abrir o placar para os dois lados. Mas a primeira jogada de bastante perigo foi acontecer para os lados do Fast aos 24 minutos, quando de longe Peninha recebeu na entrada da grande área, girou e chutou firme. Mas a bola, apesar de forte, fica nas mãos do goleiro Rascifran. Depois disso, o Princesa dos Solimões melhorou na partida e tantava responder em jogadas rápidas pelas laterais e contra-ataques.
Mas quem conseguiu ir as redes primeiro, foi o Fast. Aos 40 minutos, João Rodrigo invadiu a área e acabou sendo derrubado pelo goleiro Rascifran, ligado no lance o arbitro marcou pênalti. Peninha foi para cobrança e com calma, colocou a bola no canto oposto do goleiro. Depois disso, não houve tempo para mais nada e a primeira etapa terminou com a vitória parcial do time mandante.
Segundo tempo
Na volta do intervalo, mesmo a frente no placar, o Fast não sossegou e até por conta disso, o segundo gol do time não demorou para acontecer. Aos 8 minutos, Cassinao recebeu pela direita, se livrou dos marcadores e de perna canhota, chutou rasteiro no canto oposto de Rascifran, que só olhou a bola entrar. Mas o Princesa dos Solimões foi para cima e consegiu diminuir, também de pênalti.
Aos 13 minutos, Tety recebeu lançamento e cabeceou firme. A bola acabou batendo nas mãos de Emerson e o árbitro marcou pênalti. Jefferson foi para a bola e cobrou bem, diminuindo para o Tubarão na Arena da Amazônia. Mas minutos depois, o Fast fez o seu terceiro gol e praticamente decretou a vitória. Aos 18, após bola lançada, Emerson Martins fez o pivô e toca para Chales Chenko, que avançou e chuta no canto direito de Rascifran. Nos minutos finais, o Fast apenas controlou o resultado para ficar com o título do estadual.

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*