Fla vence o Chapecoense e pula para vice-liderança do Brasileiro

Com mais um bom desempenho na competição nacional, o Flamengo venceu a Chapecoense por 3 a 1, neste domingo (28), na Arena Condá, em Chapecó (SC). Forte em casa, a equipe catarinense não teve sucesso diante de um jogo coletivo eficiente dos cariocas. Diego, Leandro Damião e Mancuello foram os responsáveis pelos gols – Kempes fez para os donos da casa.
flavence

O resultado importante fez o Flamengo pular para a vice-liderança do Brasileirão. O clube da Gávea soma agora 40 pontos, três atrás do líder Palmeiras. Já a Chapecoense está em 10º lugar e tem 30 pontos. Os times voltam a campo no feriado de 7 de setembro (quarta-feira). Os catarinenses visitam o Santa Cruz, às 16h, no Arruda. Já os cariocas recebem a Ponte Preta, às 21h45, em Cariacica.
O meia Diego voltou bem ao futebol brasileiro e foi mais uma vez o destaque na segunda partida com a camisa do Flamengo. O camisa 35 tem sido o organizador do time e apareceu com categoria na frente para abrir o placar em Chapecó.
Quem vacilou – Josimar
O volante da Chapecoense abusou das faltas e já tinha cartão amarelo quando cometeu pênalti em cima de Guerrero. A jogada era para expulsão, mas o árbitro Caio Max Augusto Vieira economizou. Foi o suficiente para o técnico Caio Júnior substituí-lo por Sérgio Manoel logo na sequência e não correr o risco de ficar com menos um jogador na partida.
Flamengo joga com inteligência e cadencia partida para vencer
Os cariocas tiveram um desafio complicado pela frente e optaram por cadenciar o jogo na expectativa de surpreender a Chapecoense em seus domínios. O Flamengo trabalhou bastante o toque de bola. Embora não tenha criado muitas oportunidades, o time conseguiu o suficiente para vencer. Os gols de Diego, Leandro Damião e Mancuello colocaram o Rubro-negro na vice-liderança do Campeonato Brasileiro.
Chapecoense foge das características e pouco ameaça na Arena Condá
Conhecida por pressionar os adversários na Arena Condá, a Chapecoense passou longe do padrão contra o Flamengo. Os catarinenses pouco criaram e insistiram nas bolas aéreas alçadas ainda da intermediária, comportamento que facilitou consideravelmente os cortes da defesa rubro-negra. Os donos da casa até melhoraram no segundo tempo, mas não o suficiente para brigarem pela vitória.

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*